As distrações mais perigosas podem estar dentro do seu carro

No que diz respeito à segurança rodoviária, a tecnologia presente nos carros mais modernos está a revelar-se mais perigosa do que o álcool, já que os condutores tiram os olhos da estrada por alguns instantes, que muitas vezes podem ser fatais – é o que diz um novo estudo do Grupo Allianz.

O álcool foi sempre considerado uma das maiores causas para comportamentos perigosos nas estradas. Mas atualmente, com a utilização de cada vez mais dispositivos como o smartphone e os sistemas de navegação por satélite, o risco da utilização de tecnologia é maior. Cerca de 74% dos motoristas admitem estar distraídos durante a condução.

Um novo estudo do Allianz Center for Technology (AZT) mostra que o risco de acontecer um acidente aumenta drasticamente quando os condutores trocam a atenção na estrada pela tecnologia ao seu redor. O estudo destaca uma relação entre altas taxas de acidentes e o uso de comunicações, sistemas de informação e entretenimento nos carros.

Por exemplo, 60% dos condutores que tiveram acidentes nos últimos três anos admitiram usar o telefone enquanto conduziam. Três quartos dos entrevistados pela pesquisa disseram estar regularmente distraídos pela tecnologia incorporada no veículo, um quarto dos condutores leram mensagens e 15% chegaram a responder a essas mensagens.

Há não muito tempo também era aceitável beber álcool e conduzir. Entretanto mudaram-se muitas regras da estrada, incluindo limites de velocidade e níveis máximos de álcool no sangue – é preciso tomar as mesmas atitudes quanto ao uso de tecnologia enquanto se conduz.

A Allianz defende que sejam tomadas medidas adicionais, como desabilitar a entrada nos sistemas de GPS quando já se está a conduzir ou condicionar o acesso à internet dentro do automóvel. A implementação de sistemas avançados de assistência ao condutor, como emergency break assists (EBA), podem ajudar a evitar ou reduzir o impacto da distração nos acidentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *