Dia Internacional dos Direitos das Crianças celebra-se a 20 de novembro

A origem deste dia é bastante clara e significativa: foi a 20 de novembro de 1959 que se proclamou mundialmente a Declaração dos Direitos das Crianças e, no mesmo dia 30 anos depois foi adotada a Convenção sobre os Direitos da Criança. O objetivo da data é destacar e divulgar os direitos das crianças de todo o mundo.

Em Portugal realizam-se atividades solidárias como é o exemplo do Dia Nacional do Pijama, onde as crianças da creche, jardim-de-infância e 1.º ciclo vão de pijama para a escola, relembrando o direito de todas as crianças a terem um lar, uma família e a proteção da sociedade. Em Portugal, mais de 8000 crianças vivem separadas dos pais, em instituições. O objetivo Missão Pijama é sensibilizar os portugueses para esta causa, ou seja, as crianças vão chamar a atenção dos pais para «o direito de uma criança crescer numa família».

A UNICEF acredita que será um dia divertido, com uma mensagem séria, no qual crianças e jovens de todo o mundo irão assumir papéis de grande visibilidade nas escolas, nos meios de comunicação social, na política, nas empresas, no desporto e no entretenimento, para chamar a atenção para os desafios que a sua geração enfrenta.

Recordamos a Declaração Universal dos Direitos das Crianças

A Declaração dos Direitos da Criança foi adaptada da Declaração Universal dos Direitos Humanos e consiste no seguinte:

  • Todas as crianças têm o direito à vida e à liberdade.
  • Todas as crianças devem ser protegidas da violência doméstica, do tráfico humano e do trabalho infantil.
  • Todas as crianças são iguais e têm os mesmos direitos, não importando a sua cor, raça, sexo, religião, origem social ou nacionalidade.
  • Todas as crianças devem ser protegidas pela família e pela sociedade.
  • Todas as crianças têm direito a um nome e a uma nacionalidade.
  • Todas as crianças têm direito a alimentação, habitação, recreação e atendimento médico.
  • As crianças portadoras de deficiências, físicas ou mentais, têm o direito à educação e aos cuidados especiais.
  • Todas as crianças têm direito ao amor, à segurança e à compreensão dos pais e da sociedade.
  • Todas as crianças têm direito à educação.
  • Todas as crianças têm direito de não serem violadas verbalmente ou serem agredidas por pais, avós, parentes, ou mesmo a sociedade.

AQUI o vídeo da UNICEF sobre este dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Excedeu o tempo limite. Por favor preencha o CAPTCHA de novo.