Dicas para tratar as picadas de insetos

As temperaturas mais altas significam também mais tempo ao ar livre em contacto com abelhas, mosquitos e demais insetos. E, normalmente, as crianças são mais vulneráveis às picadas dos insetos. Por muito cuidado que se tenha, nem sempre é possível proteger os mais pequenos e evitar as picadas.

É comum as crianças serem alvo de picadas de insetos. Os mais comuns são os mosquitos, as melgas, as pulgas e as formigas. Algumas picadas são piores do que outras, como é o caso das vespas e abelhas – doem mais e demoram mais tempo a sarar.

Também não é raro que as crianças apresentem algum tipo de reação alérgica às picadas. Nas reações menos graves, o que acontece é que surgem novas «picadas» pelo corpo, e podem ficar vermelhas, inchadas e provocar comichão. Estas «novas picadas» são um fenómeno muito frequente nos primeiros três anos de vida.

Vê algumas dicas para conhecer as melhores maneiras de evitar e tratar as picadelas.

Como tratar uma picada comum

Para aliviar a comichão da picada, pode fazer-se o seguinte:

  • Compressas frias, de gelo ou com um pano molhado com água gelada, aliviam a comichão e reduzem o inchaço.
  • Se surgir alguma bolha no local (pode acontecer em picadas de formiga), não a rebentes
  • Podes recorrer a pomadas específicas para picadas de insetos, para aliviar a dor, a irritação e a comichão. Há cremes que também evitam a infeção, no caso de a criança coçar muito a área e criar uma ferida. O ideal é, nas consultas de rotina com o pediatra, perguntar qual é o creme ideal para ter na farmácia de casa e levá-lo em viagens e passeios. Nunca uses cremes ou pomadas antialérgicas sem indicação médica, porque alguns desses produtos podem desencadear reações locais graves, especialmente quando há exposição ao sol.
  • Se as picadas estiverem muito inchadas e provocarem muita comichão, um anti-histamínico por via oral pode aliviar o desconforto, mas só deve ser administrado se o médico recomendar.
  • Mantém as unhas da criança bem curtas para que não se arranhe muito, e tenta evitar que ela se coce demasiado, mantendo a zona da picada coberta por roupa, por exemplo.

A picada tornou-se numa ferida. Será que está infetada?

A picada pode infetar se alguma bactéria entrar no local, no momento da mordida ou posteriormente, devido a arranhões de a criança se coçar. A infeção pode ser tratada com antibióticos por via oral ou de uso tópico (pomadas), conforme recomendação médica.

O que fazer para que as crianças não sejam picadas pelos mosquitos?

A maioria dos repelentes comerciais é eficaz para afastar os mosquitos, mas consulta o pediatra primeiro, uma vez que os repelentes só devem ser usados a partir de 6 meses de idade.

Inseticidas ligados à eletricidade podem ser uma boa opção, mas existe a possibilidade de causarem alergias, principalmente respiratórias, por isso é sempre aconselhável falar antes com o pediatra.

O uso de sapatos, calças e blusas de manga comprida e de cores claras em regiões muito infestadas também ajuda a prevenir as picadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Excedeu o tempo limite. Por favor preencha o CAPTCHA de novo.