O Documento Único Automóvel vai tornar-se mais simples!

Há uns anos, os automóveis em Portugal necessitavam de dois documentos obrigatórios, em cartão: o Registo de Propriedade e o Livrete. Depois veio o mais recente Documento Único Automóvel (DUA), também ele em cartão, dobrável em três partes e em tons de azul e verde.

Agora, a partir de 1 de agosto de 2019, o DUA passa a ser um cartão semelhante ao Cartão de Cidadão, em plástico rígido. Nele constarão informações sobre a viatura e o seu proprietário. Segundo o Ministério da Justiça, o novo DUA permite um melhor acesso aos dados e é mais fácil de colocar na carteira. Eventualmente, terá também uma duração maior.

No site do Ministério da Justiça pode ler-se que “o novo DUA entra em vigor a 1 de agosto e aplica-se, numa primeira fase, a novas matrículas. A partir de 2020 vai abranger todos os veículos”.

Ou seja, no próximo ano, também na venda de usados, os antigos Livrete e Registo de Propriedade, assim como o DUA, serão substituídos pelo novo DUA. Para quem tem o DUA antigo ou os Livrete e Registo de Propriedade, a substituição não é obrigatória. O cidadão que tem um DUA antigo pode continuar a circular com o seu automóvel com esse DUA que se mantém em vigor. Só em caso de extravio ou destruição pode ser pedido, sendo isso feito nas mesmas situações em que hoje é pedida uma segunda via do certificado de matrícula.

Matrículas novas com o novo cartão. Se comprar um carro a partir do ano que vem ou fizer alguma alteração, já vai ter de alterar para o cartão novo. Até lá pode continuar com o antigo DUA em papel.

O novo DUA foi coordenado pelo Instituto dos Registos e Notariado, em colaboração com o Instituto de Mobilidade e Transportes, a Imprensa Nacional Casa da Moeda e as diversas entidades fiscalizadoras do trânsito (GNR, PSP e ANSR). O Ministério da Justiça enquadra a medida no Simplex+ e no Plano Justiça +Próxima.

Agora que ficou a saber o que vai mudar no novo DUA, já pode seguir viagem, tranquilo e em segurança, com o seguro Allianz Auto.

Fonte: ContasPoupança

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *